Como fortalecer as unhas com simples passos

Ter unhas fortes, bonitas e bem cuidadas, ás vezes pode parecer impossível. Isto porque, não é difícil que nossas unhas fiquem sensíveis, amareladas e quebradiças. Mas não se desespere, pois a situação das suas unhas fracas pode ser revertida com alguns passos simples. Confira a seguir algumas dicas importantes para fortalecer as suas unhas:

Evite hábitos ruins

Este passo deve ser o seu ponta pé inicial para recuperar suas unhas enfraquecidas. Muitas vezes, hábitos ruins do dia a dia acabam sendo prejudiciais para a saúde das suas unhas, como por exemplo, roê-las.

Passar muito tempo com o esmalte também pode acabar deixando suas unhas amareladas. Quem tem o hábito de raspar o esmalte da unha deve saber que pode estar prejudicando a saúde da mesma.

Aplique óleo e base fortalecedora

Muita gente acredita que para tratar das unhas fracas deve evitar unhas decoradas e esmaltes, mas a verdade que você pode cuidar das suas unhas, mesmo pintadas, de forma simples.

Em lojas de beleza ou farmácias você pode encontrar óleo ou base fortalecedora para as unhas. O ideal é que você aplique e aguarde secar antes de pintar as unhas, assim você estará protegendo e cuidando delas.

Atente-se para os esmaltes

Como você pôde conferir, estar tratando da sua unha não significa que você não pode pintá-las ou decorá-las, mas é importante estar atento para a marca e qualidade do esmalte escolhido. Já notou como alguns esmaltes interferem na coloração da unha mesmo depois de ser removido?

Quem não quer estar com unhas 2020 super modernas e bem feitas? Só não pode esquecer de verificar a procedência do esmalte e do material. Se possível aplique o óleo ou base fortalecedora antes do processo de beleza!

Aplique hidratante

Um dos motivo que pode estar deixando a sua unha enfraquecida é o ressecamento. As mãos são partes do corpo que utilizamos o tempo inteiro e isso pode afetar na saúde das unhas.

Por isso, uma dica importante é que você aplique hidrante nas mãos e nas unhas, pelo menos uma vez por dia. Esta tarefa simples pode recuperar consideravelmente a unha danificada.

Evitar acetona

Nem todo mundo sabe, mas o removedor de esmalte que contém acetona pode retirar a película natural da unha. Portanto, quem está querendo fortalecer a unha, deve utilizar o removedor de esmalte sem acetona.

Não é difícil encontrar este produto nas farmácias e lojas de beleza e se você está precisando recuperar as suas unhas, o ideal é que só utilize o mesmo.

Saiba como justificar ausência na prova do Encceja

O Encceja é uma prova muito importante que permite a conquista do certificado do ensino básico e do ensino médio. Este exame dispõe de um regulamento que deve ser seguido corretamente. Quando deixa de comparecer a realização do exame, o estudante precisa justificar o ocorrido. Você sabe qual o procedimento? Veja a seguir como justificar a sua ausência na prova do Encceja.

encceja

O que é a prova do Encceja?

O Encceja é um exame que permite a aquisição do certificado de conclusão para o ensino fundamental e para o ensino médio. A avaliação é destinada a quem ainda não concluiu o desistiu de concluir o ensino básico.

A prova é realizada periodicamente e para que você se consiga o seu certificado, inscreva-se no Encceja durante o período determinado. Fique atento ao prazo para não perder a inscrição.

Vale lembrar que para as duas categorias existem alguns requisitos. Por exemplo, para o ensino fundamental, é necessário que o estudante tenha pelo menos 15 anos no dia do exame. Enquanto para o nível médio, é necessário ter 18 anos no dia da prova.

Como justificar a ausência na prova?

Se por acaso você não pode comparecer ao local de prova no dia da avaliação e ainda deseja fazer a próxima versão do exame, precisa justificar o não comparecimento.

Se você não compareceu na avaliação de 2018, para participar do Encceja 2019 acesse a plataforma digital da prova e realize a sua justificativa no site. O seu pedido será analisado pela equipe responsável.

A resposta será informado ao candidato após um determinado período. Se for aprovada, o estudante fica isento da taxa de inscrição. Do contrário, é preciso ressarcir o INEP, órgão responsável pelo exame. Esta punição é referente a grande porcentagem de ausência por parte dos candidatos no exame.

Como se preparar para a avaliação?

Se o seu pedido for aprovado pela equipe do Encceja, é só realizar a inscrição gratuita para a versão seguinte e começar a se preparr o quanto antes.

No momento de inscrição você deverá indicar o seu tipo de prova. Quem não concluir o fundamental e o médio, só precisa participar da avaliação referente ao ensino médio.

O Encceja disponibiliza uma apostila de estudos com os assuntos que irão estar presentes tanto na avaliação fundamental como na avaliação do médio. O estudante pode se preparar para o exame estudando através da apostila do Encceja, material ideal para este tipo de prova.

9 dicas importantes para fazer sua festa de formatura inesquecível

A festa de formatura é uma cerimônia importante que marca o final de um ciclo acadêmico. Esta esta deve ser elaborada de forma a combinar com os formandos e para que tudo saia nos conformes o ideal é se preparar! Se você está planejando a sua festa de formatura, veja a seguir 9 dicas importantes para fazer a sua cerimônia ser inesquecível:

1. A comissão de formatura

A formatura é uma cerimônia diferente de outras festas e por isso, deve dispor de algumas particularidades para que seja bem sucedida. A primeira dica é formar uma equipe de comissão de formatura o quanto antes. É preciso reunir alunos responsáveis para estar a frente da organização, pois estarão lidando com dinheiro e cobranças.

2. Alunos participantes

Festa de formatura sempre é momento de dividir a sala. Existem aqueles que querem participar e aqueles que não tem interesse. O ideal é reunir os alunos interessados em participar da festa o quanto antes, assim os gastos, ambiente e convidados poderão ser estabelecidos com antecedência.

3. Contribuição mensal

Para que a cerimônia ocorra sem maiores problemas é preciso estabelecer o quanto antes o valor mensal a ser contribuído pelos estudantes participantes. Isto também será responsabilidade da equipe de comissão de formatura.

4. Prestar contas

Como muito dinheiro estará circulando, o ideal é que mantenham-se os registros de depósito e gastos. Todos os estudantes devem ter acesso  aos números e se possível crie um site ou grupo para lançar os valores mensalmente.

5. Data do evento

A data do evento é uma das informações mais importantes, pois além de estabelecer um prazo de pagamento poderá definir gastos pessoais como roupa, comida e convidados dos alunos.

6. Garanta os fornecedores certos

Em questão de festa de formatura, não adianta procurar só um preço em conta, é preciso procurar fornecedores responsáveis e de confiança para que nada dê errado em cima da hora.

7. Estabeleça o local

O local é uma parte muito importante da festa e é fundamental que a maioria dos estudantes concorde com o ambiente escolhido. Se preciso, você pode requirir valores extras para completar o orçamento já estabelecido, mas comunique a possibilidade antes.

8. Organize a colação de grau

A colação de grau é um dos principais momentos da cerimônia de formatura. É essencial definir os homenageados e oradores, além da composição de professores.

9. Distribua os convites

A distribuição de convites deve ser efetuada, pelo menos, 20 dias antes do evento. É preciso estar atento ao tipo e tamanho da fonte, para que todas as informações estejam legíveis.

10 Melhores Faculdades de Direito no Brasil

A instituição de ensino em que o profissional se formou diz muito sobre a sua atuação, e tem um grande peso no currículo. Por isso, os estudantes e futuros estudantes, precisam conhecer quais as principais faculdades do curso pretendido. No caso de direito, é interessante saber sobre a grade curricular, oportunidades de estágio, nota do MEC e infraestrutura em geral.

Sobre o curso de direito

O curso de direito é um dos mais disputados entre os estudantes. Nas universidades particulares são abertas novas turmas todo semestre, enquanto que as vagas SISU ficam cada vez menores, devido ao número de inscritos.

Durante o curso, que tem dez semestres, cada instituição tem uma grade de disciplinas diferente. Mas, em sua maioria possuem conteúdos padrões, que devem ser passados a todos o estudantes de direito.

A base é transmitir para os futuros advogados a legislação federal quanto à: politicas públicas, trabalho, cidadania, direito do consumidor, relações familiares e etc.

É exigido que os alunos realizem estágio supervisionado, com carga horária estipulada pela universidade. E algumas vezes a própria instituição oferece esse estágio, ou encaminha os seus alunos para as empresas e órgãos públicos que são parceiros da faculdade.

Formas de iniciar o curso

Os interessados podem escolher duas formas para iniciar o curso de direito: em uma universidade privada, ou em uma universidade pública.

Na instituição privada, os candidatos realizam um vestibular eliminatório. Normalmente, aqueles que obtiverem uma boa pontuação conseguem desconto na mensalidade. O valor mensal do curso varia e pode chegar a R$2.000.

Já em universidade pública, é obrigatório realizar a prova do ENEM para que possa se inscrever em programas do governo. Como o SISU 2019 que tem vagas integrais para as instituições do governo.

Para a universidade particular, aqueles que fizeram o ENEM também podem tentar uma vaga no Prouni, que possibilita bolsa integral. Ou no FIES que financia o curso, e permite pagamento após a conclusão.

10 melhores faculdades de direito no Brasil

No ranking com as melhores faculdades de direito no Brasil, seja particular ou pública, podemos destacar:

  • UnB – Brasília – DF;
  • UFMG – Belo Horizonte – MG;
  • USP – Ribeirão Preto – SP;
  • UNEB – Salvador – BA;
  • UFV – Viçosa – MG;
  • Direito GV – São Paulo – SP;
  • PUC SP– São Paulo – SP;
  • IBMEC– Belo Horizonte – MG;
  • FACAMP – Campinas – SP;
  • FESL – Jaboticabal – SP.

É importante verificar o calendário de cada instituição. Verificando a lista de aprovados SISU 2019 ou do vestibular da universidade. Para não perder a data de matrícula.

Pessoas que recebe o seguro desemprego tem direito ao PIS?

Mensalmente, o trabalhador brasileiro que exerce funções por intermédio da carteira de trabalho assinada irá perceber alguns descontos no seu salário bruto. Estes descontos funcionam como um fundo a cumprir vários benefícios importantes,como é o caso do seguro desemprego e do PIS. Mas vale ressaltar que cada recurso tem um funcionamento diferente, portanto, para saber se quem recebe um pode receber o outro, leia o texto a seguir e fique por dentro do assunto.

O que é o PIS?

PIS é a sigla para Programa de Integração Social e é o benefício responsável pelo pagamento do abono salarial para os funcionários da rede privada. Enquanto isso, o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP) é direcionado para o poder público.

O PIS/PASEP proporciona o pagamento de um valor importante, equivalente aos dias de serviços prestados, sendo no mínimo 30 dias corridos ou não. O valor máximo a ser pago é de um salário mínimo.

Lembrando que para ter direito ao saque, o contribuinte precisa ter registro no PIS há no mínimo cinco anos, ter seus dados informados corretamente pelo empregado no RAIS e receber até dois salário mínimos vigentes. Não sabe se tem direito ao PIS? Então faça a sua consulta PIS 2019 e descubra!

O que é o seguro desemprego?

O seguro desemprego é um auxílio financeiro que fica disponível para o trabalhador quando ele é dispensado de seu cargo sem prestação de justa causa.

O tempo mínimo do contribuição para ter direito a este suporte é de 9 meses e as parcelas são divididas entre 3 e 5 meses. O valor é fixo, diferente do PIS.

Vale lembrar que para receber a quantidade máxima de parcelas, o trabalhador precisa cumpri pelo menos 24 meses de contribuição om a carteira assinada.

Quem recebe o seguro tem direito a sacar o PIS?

Como estes são dois direitos diferentes do funcionário que trabalha com carteira assinada, receber o seguro desemprego não impede o pagamento do PIS, desde que você esteja de acordo com os requisitos do mesmo.

A maior diferença entre ambos é que o seguro desemprego possui um valor fixo para as parcelas determinadas, enquanto o PIS;PASEP é cumulativo, sendo maior de acordo com o tempo de contribuição.

Ambos os recursos são gerenciados pela instituição financeira Caixa Econômica Federal e você pode ir ate uma unidade com sua documentação pessoal para solicitar. Caso tenha dúvidas, se informe com o seu empregador ou verifique as suas contribuições com a Previdência Social.